Mundo Mais

  • Latest News

    Tecnologia do Blogger.

    Translate

    quinta-feira, 1 de junho de 2017

    Prive Contos Eróticos - Sexo Violento com desconhecido no meio do Mato

    Bom pessoal quero relatar mais umas de minhas aventuras,primeiro quero me apresentar me chamo tenho 31 anos cor parda,olhos castanhos,sou baixinho 154 de altura e peso 48 kilinhos,sou e sempre fui muito discreto e sem nenhuma suspeita,mas em certos momentos a sós me transfofmo em uma cdzinha,onde fico louca para trepar e fazer tudo o que uma putinha tem direito.
    Essa Historia começa assim:
     
    Perto de minha casa tem uma Reserva de mata onde existem varias trilhas, onde costumo passear e tomar banho nas nascentes de águas que correm para um pequeno rio ,onde algumas pessoas costumam pescar.Em um belo dia de sol,como estava de folga resolvi passear pelas trilhas como de costume,mas dessa vez levei algumas roupas femininas e me montei no meio da mata e me transformei em uma mulherzinha,com tudo que tinha direito:maquiagem,esmalte,brinco e peruca,coloquei um vestidinho curtissimo,uma calcinha fio dental preta enterrada no meu rabinho e uma outra calcinha estilo shortinho de renda transparente branca por cima coloquei suitã com enchimento e batom vermelho, me olhei no espelho estava parecida uma verdadeira menina!
     
    Sem perda de tempo comecei a andar nas trilhas no meio da mata,com medo de ser visto por alguem e ao mesmo tempo imaginava me uma mulherzinha de um metro 154 sendo fodida Por um macho louco de tesão!
    Comecei a andar mata adentro e quanto mais eu entrava no meio da mata mas sentia tesão e desejava ardentemente ser penetrada por um macho!
    Ao chegar em um local onde tem alguma pedras gigantes em uma queda dagua tirei o salto alto e o vestidinho fiquei apenas com o sutiã e calcinha tomei um belo banho depois deitei em uma pedra grande tomando um pouco de sol,depois de alguns minutos me maquiei de novo vesti meu vestidinho e calcei o salto e sai andando procurando um local mais seguro para poder brincar com um brinquedinho que havia levado.
    Em uma pequena caichoeira com acesso dificil,me acocheguei e comecei a brincar com meu brinquedinho.
    Depois de algum tempo e algumas gozadas,tomei maisum banho,forrei uma toalha em uma pedra um pouco mais ao alto e deitei,a fim de tomar um bronze.
    Fiquei tão à vontade que acabei dormindo,e acordei com alguem passando a mão na minha bundinha,tomei um baita susto! Tentei sair correndo,mas fui contido por a pessoa que estava alisando minha bundinha.
    Como sou pequenina e magrinha me senti uma menina frágil e indefesa diante daquele moreno troncudo de mais ou menos um e168 de altura e bem forte.
    Sem ação e sem saida comecei a tremer de vergonha e medo,mas ele me disse para ficar calmo que ele não iria fazer nada comigo,e disse que fazia tempo que estava me observando no meio da mata,e resolveu me seguir e viu eu brincando com meu brinquedinho,e que ele tinha um brinquedo de verdade e que se eu quisesse eu podia brincar com ele.
    Fiquei calada e ele começou a falar que eu estava parecendo uma menininha de verdade, e que o sonho dele era sair com uma meninha assim como eu, e começou a pegar na minha orelhinha passar a mão no meu rosto e dizer que realmente estava linda daquele jeito. Eu Fiz de rogada,falei pra ele que não era aquilo que ele estava pensando,que eu não era mulher,ele me interrompeu e disse que sabia que viu eu me montando e acompanhou minha transformação,e que sentiu grande tesão com isso e resolveu me seguir e encontrar uma chance de poder ficar comigo.
    Então comecei a falar para ele que ja havia ficado com alguem mais ha muito tempo e não tinha experiências...
    Ele calmamente me disse para não me preocupar com isso,pois ele era bem experiente,e sabia como me ensinar direitinho.
    Perguntou qual era o nome de fêmea que eu gostava de ser chamado na intimidade,fiquei calada fingindo ser tímida e ele tirando o pau para fora nossa! Fiquei impressionada! Era tudo o que eu queria,um lindo cassete grosso e grande! Não resisti e cai de boca chupando desesperada como se estivesse com muita fome!
    Tirava lambia e enfiava tudo ate ficar engasgada com ele todinho na minha boca,batia ele na minha cara e ele me xingava de vadia,cadelinha,putinha! E eu pedia pra ele me xingar mais e bater na minha cara,Nossa! Adoro apanhar no sexo Estava uma loucura!de repente ele comeca a foder minha boca violentamente,e começa a gemer alto e enterra seu cassete de uma vez na minha garganta segurando minha cabeça quase me sufocando e sinto seus jatos quente invadindo minha garganta e engasgo e meus olhos lacrimejam e faço vomito e ele me da um tapa forte na cara e me chama de vadia,cuspo sua porra para fora e levo mais outro tapa.
    Ele parecia ser duro na queda e seu pau não amoleceu e descontrolado de tesão me apoiou sobre uma pedra de costas para ele me deu um tapa na bundinha que me encheu de tesão e comecei a rebolar para ele que desceu minha calcinha de rendinha estilo shortinho e puxou a calcinha que estava enterrada no meu rabinho e começou a falar:Vou te enrrabar sua vadia,piranhinha vou enterrar meu pau nesse cuzinho e gozar dentro dele sua putinha fogosa.
    Pegou um creme que eu trouxe e passou no meu cuzinho e em seguida começou a colocar aquele cassetão no meu buraquinho...eu gemia pois estava doendo muito mais estava gostando era uma dor que me dava tesão e prazer e eu fui rebolando devagazinho e ele forçando e quanto mais ele forçava mais doia,como não estava aguentando mais de tanta dor pedi para ele parar,ele segurou meus dois braços com uma das mãos e com a outra apoiou sobre meu quadril e enterrou seu cassetão de uma vez, a dor foi tão grande que dei um grito tão alto que parecia esta morrendo.Ele parou e disse: Não queria da o cuzinho sua putinha agora aguenta,vou rasgar você sua cachorra!,e começou um vai e vem ja em ritimo um pouco forte e foi aumentando cada vez mais, e eu nessas alturas não estava aguentando mais pedia para ele parar,e ele não obedecia continuou nesse vai e vem e so parou quando deu um um gemido forte que mais parecia um urro e falou que tinha gozado.
    Minhas pernas tremiam e quando ele tirou o seu pau de dentro de mim,me estapelei no chão sem forças,e ele começou uma sessão de xingamentos: seu viadinho não queria pica? Agora você levou no cuzinho o que você queria sua biscatinha,piranha,puta prostituta cadelinha!
    Me colocou de joelhos e pediu para xupar seu pau que ja estava duro de novo so de me xingar.
    Quando fui colocando na boca ainda meia tonta notei que ele estava sujo de sangue,echamei ele para entrarmos na água e comecei a chupalo de novo e pedi para ele gozar na minha gargantinha que eu ia engolir tudinho!
    Ao falar issso ele começou a socar com força e bem fundo na minha garganta que eu so tossia e respirava pelo nariz porque não tinha tempode respirar pela boca e não demorou ele encheu minha boquinha com seu leitinho precioso e eu engoli tudinho,e ele me elogiou dizendo que eu era uma putinha que nasci pra ser putinha.
    Sorri r para ele e fiz cara de safada e desafiei ele dizendo que não daria mais conta de comer meu cuzinho de novo. Ele me pegou rasgou meu vestidinho e fez algumas tiras,me pegou no colo me levou pro meio do mato,me apoiou em uma espécie de banco feito no meio do mato amarrou minhas mãos nas minhas pernas uma pela parte da frente e a outra pela parte de trás da perna do banco junto com minhas pernas me deixando assim imóvel.Pegou minha mochila encheu com pedras e folhas de árvores e colocou na altura do meu quadril me fazendo empinar a bundinha,e em seguida enterrou seu cassete que estava duro como um ferro de uma vez no meu cuzinho eu soltei um grito de dor mais so saiu abafado que não dava para ouvir mais do que uns dois metros .
    E ele começou a socar ferozmente e eu so chorava em silêncio pois minha boca estava entopita com algumas calcinhas e amordaçada com um pedaço do vestido eu contorcia de dor pois meu cuzinho doia queimava ardia parecia que estava enfiando um ferro em brasas e cortando ao mesmo tempo,e quanto mais eu me contorcia de dor mais parece que ele gostava e metia com mais força,a ponto de eu perder a conciência por alguns momentos.
    Depois que ele gozou,desamarrou minhas pernas e manteve minhas mãos amarradas para trás,e comecou a me estapiar na cara e a me xingar de todos os nomes possíveis  não era isso que você procurava sua biscatinha?agora você encontrou...
    Pessoal ainda estou me recuperando dessa brutalidade,mas confesso que adorei apesar do sofrimento que considero um estrupo,mas por incrivél que pareça gosto de sexo assim!RRsss
    por 

    Mundo Mais 

    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Prive Contos Eróticos - Sexo Violento com desconhecido no meio do Mato Rating: 5 Reviewed By: Renan dos Reis
    Scroll to Top