Mundo Mais














  • Latest News

    Tecnologia do Blogger.

    Translate

    sexta-feira, 8 de abril de 2022

    Prive Contos Eróticos - Uma Parada Na estrada,prazer para ficar na memória

     
    Meu dia havia acabado de começar,e meu pai chegou de carro para me apanhar,pois iriamos para praia. Isso já era umas 9 da manhã, Eu arrumei a minha mochila,pus dentro dela 3 mudas de roupas,uma sunga,o meu carregador,3 preservativos,e entrei no carro.
    Já no carro,eu e meu pai,coloquei o fone de ouvido no ultimo volume,e evido a isso não escutei o barulho que o carro fez. Pronto MEU FIM DE SEMANA HAVIA IDO POR AGUA A BAIXO.
    Meu pai,ligou para o guincho que demorou uns 10 minutos e nesse tempo meu pai sentiu vontade de mijar,ele disse :

    -Filho vigia ai.
    Eu não sabia o que vigiar,não conseguia controlar meus olhares para aquela pica linda. Acho que ele percebeu meus olhares ,e enquanto balançava o membro,dava aqueles sorrisos bem safados e percebi a pica dele ficar dura,mas ele logo a colocou dentro da cueca,(Que teveria ter uns 20cm,com aquela cabeça rosada) deu um tapinha nela(acho que só para me provocar) e entramos no carro e fomos rebocado pelo guincho até um posto ali perto.
    Chegando No POSTO ME DEPARO,co uma visão dos Deuses,o mecânico era loiro,de olhos cor de mel,um físico invejável a qualquer mortal,ele vestinha quele macanhao de mecaninho,mas sem a parte de cima,o que deixava esposto aquele tanquinho,e dava para se notar que ele tinha um belo dote entre as pernas.Naquele momento,me surpriendi com um belo sorriso que ele soltou ao ver eu e meu pai chegando lá.
    -O que posso fazer,pelo senhor?-Perguntou o Mecanico.
    O meu pai primeiro o comprimentou,logo repeti o gesto,e ele disse.
    -Meu rapaz,não sei bem o que houve,o motor desdo inicio na viajem esta roncando e do nado os dois pneus de trais furaram.
    -E patrão,acho que vai ter q adiar um pouquinho sua viajem.
    O mecânico,que se apresentou com o nome e Raphael,disse que teria que dar uma olhada no motor,e trocar os pneus,meu pai havia marcado um compromisso para 13:00 da tarde e já eram quase 12:00,o mecânico,então sugeriu para que meu pais fosse ao compromisso dele,e que eu ficasse lá na oficina,pois ele iria ver o que podia fazer e eu poderia conferir o Trabalho,e que não iria demorar tanto,pois era sabdo é a Oficina não iria funcionar depois do 12:00 dia,e que ele daria uma atenção melhor ao veiculo.
    Eu adorei a ideia,só em pensr m ficar sozinho com aquele homem,ja me animei,disss ao meu pai que ele poderia ir,eu ficaria lá.
    Meu pai saiu e lá estvamos eu o Raphael,sozinhos naquela oficina. Putz meus pensamentos iam ao delírio em pensar naquele homem nu,Ele parece que adivinhou o que eu estava pensando e disse: 
    -Cara você se importaria se eu fosse tomar uma ducha,esta muito calor.
    -Sem problema cara,pode ir a vontade.
    -Então beleza,a para você não ficar sozinho aqui vamos até lá atrias e enquanto eu jogo agua no corpo nos batemos um papo.
    Eu não recusei aquele convite,ele fechou a oficina com o carro do meu pai para dentro e fomos em direção a parte interna do lugar,assim que chegamos lá,ele já foi tirando aquela roupa suja de graxa na minha frente,ficou só de cueca branca,eu não consegui me controlar e fiquei olhando enquanto ele se dispia.
    -Hey,você não acha melhor conferir de perto não?
    -O que? Não estou te entendeno cara...
    Ele foi se chegando para perto de mim,e me puxou pelo braço e logo me deu um beijo,bem quente e com pegada,eu não resisti aquela sensação e logo fui beijando quele corpo suado por inteiro.
    -Vai lá meu menino.sabia que você queria esse macho aqui des da hora que você chegou.
    Ele enquanto chupava o peito dele,foi forçando a minha cabeça para o seu pau,e que pau era aquele,o penins do cara estava rasgando aquele cueca box branca,mordisquei aquela cabeça,por cima da cueca,mas a vontade era tanta que logo tirei a cueca dele e fui com uma vontade animal naquele pau.
    -iSSO sua putinha chupa o pauzão do seu macho.
    O pau dele era branquinho,de uns 22cm,quase sem pelos.
    Chepei a aquela cabecinha com tanta vontade que estava quase gozand na minha própria cueca sem toca no meu pau.
    -Ai sua putinha,deixa eu cumer esse cuzinho seu?
    -Vem meter vem,meu macho.
    Ele logo me levantou e beijou a minha boca. Enquant ele me beijava ia tirando toda a minha roupa até me eixar só de cueca.
    -Que bundinha deliciosa essa sua em,só de olhar já da um tesao do caralho.
    -Ela e toda sua.
    Ele me pois deitado em cima de uma mas que tinha ali perto e foi retirando a minha cueca com a boca.
    -Nossa que pauzão em cara,deixa eu chupar,vai.
    -Pode sim cara,fique a vontade.
    Ele foi fazendo um carinho com aquela boquinha bem desenhada que ele tinha em volta da minha cabeça,depois com a lingua percoreia minusiozamente toda a estemçao do meu pau,colocou as minhas bolas na sua boca,enquanto me punhetava e por fim abocanhou minha pica de uma maneira alucinante,Não cabia tudo na sua boca,mas isso não atrapalhava ele em nada,ele ficou me pagando um boquete durante delicioso hora mais intenso,hora carinhoso durante uns 10 minutos...
    -Posso sentar nessa sua pica,posso??
    -É CLARO QUE SIM...
    Ele apanhou uma camisinha na gaveta da estante ao lado e pois no meu pau,eu pedi para que ele ficasse de quatro para eu poder lubrificar aquele cuzinho com minha lingua. Nossa aquele machao dando uma de passivo,foi um maximo,cada milimitro da minha lingua em volta daquele cuzinho era um prazer diferente,esta me deliciando fazendo aquele cunete,naquele loirinho,até que ele disse pra mim para e meter logo,se não ele iria gozar antes mesmo de ser enrabado.
    -Então senta na pica do seu cliente,senta.
    Ele sentou na minha pica de frente para mim,foi bem devargazinho no inicio,mas depois que ele se acustumou,ele quicava com tanta vontade emcima de mim...
    -Vai porra,cavalga no seu macho,vai ,quero fuder esse cuzinho seu,porra,vai meu loirinho me faz gozar nesse cuzinho,vai
    -Meu macho,goza pra mim,vai,mas goza na minha boquinha vai... Vai meter nesse cuzinho que é só seu... Meteee,vaiii...
    Eu quase não conseguir retirar meu pau de dentro dele,mas conseguir e logo arranquei a camisinha e esporrei a minha porra toda na boquinha dele,que delicia. Ele em seguida me deu um beijo e chupou minha pica para deixa-lá limpinha.
    Ele cuidadosamente me deu um beijo e disse que queria sempre me ver,que queria sempre sentir o prazer da minha pica nele,mas que agora ele devia conserta o carro,pois meu pai poderia encrencar.
    Ele logo concertou o carro,rebolando o tempo todo aquela bunda pra mim...Espero encontra o meu Mecanico dos sonhos novamente. E o meu fim de semana foi maravilho! 



    • Blogger Comments
    • Facebook Comments

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Prive Contos Eróticos - Uma Parada Na estrada,prazer para ficar na memória Rating: 5 Reviewed By: Renan
    Scroll to Top